quinta-feira, 12 de junho de 2008

Eu mesma. Os meus sons e as minhas cores.
E quem não gostar que não fique.
Sou eu. Assim. Inteira.
A rir com o sol da manhã,
o cheiro da terra molhada
e o êxtase de cada hora
de cada madrugada...

1 comentário:

youssef disse...

pois...
teimosa...
mas por favor não mudes nada!
e escreve, não deixes de escrever!...
ass.: um leitor viciado.