terça-feira, 8 de março de 2011


A todos os que me têm demonstrado o seu carinho e amizade, quero agradecer. Muito.
A vida, às vezes, não é mais que uma figura branca deslizando entre os nossos dedos, uma noite que se arrasta ou os cabelos de minha mãe...
Às vezes, muitas vezes, é sangue. Outras, um pequeno mar apenas meu.
Nestes dias, não tenho visto senão conchas mortas num caminho comprido e máu.
Mas como reikiana e outras coisas que sou, agradeço ao meu Deus todos os desafios que me dá, para que com eles aprenda e fortaleça. E no meu Deus me deito e entrego todos os dias.
E é nestas alturas, em que a vida nos abana como pequenas folhas ao vento, que mais pensamos e crescemos.
E um pensamento não me sai da cabeça: como é que é possível que a pessoa que mais amei é precisamente aquela que mais me arrependo de ter cruzado o meu caminho?!

10 comentários:

Mag disse...

Não te arrependas de nada.
"Better to have loved and lost than never to have loved at all".
:)
Love you!

Anónimo disse...

Às vezes é assim mesmo. Amamos as pessoas mais impossíveis de serem amadas. Pessoas feias, cruéis e más, gordas ou esqueléticas, mentirosas e oportunistas. Mas não te arrependas de nada. Vê as coisas por este prisma: pelo menos aprendeste mais sobre essa pessoa e conheces agora a porcaria de que essa pessoa é feita. Luck you!
Love you to!
Ana

Rita Cardoso disse...

Tal como já referiram, mais vale amar e sofrer depois do que não amar, nem correr riscos! Se o preço a pagar por esse amor é este, que assim seja!!!
Nós, como amigos, cá estaremos sempre a teu lado para te fortalecer nesta luta diária!!!!
Muitos beijos da amiga do pêto ;)

Anónimo disse...

Um abraço muito apertado e um beijinho cheio de ternura, Vocas! Se precisar de algo, conte-me :)
RitaL *

Anónimo disse...

Não concordo nada com o que foi comentado anteriormente porque existem pessoas que não merecem ser amadas por serem umas velhacas, umas f. da p. e uns c.
Desculpa Vocas mas tinha que escrever isto.
Beijos (you know who i am).

Vocas disse...

Eheheheheheh... só tu para me fazeres sorrir nesta fase! (yes, i know who you are).
Um beijo

Anónimo disse...

Minha querida, não devias estar tantos dias sem escrever. Todos os dias venho aqui para "te ler". És das pessoas mais fantásticas que tive a honra de conhecer por todos os motivos e mais um. Para além da enorme pessoa que és, és uma artista. Agarra esse dom e essa força para ultrapassar todos os obstáculos que a vida te trouxer.
Beijos, Zé.

Anónimo disse...

"Mamã, peço desculpa, mas foi dito aqui um palavrão!" Frederico :))

Vocas disse...

Eheheheheheh.... filho querido!

Dora Duarte Osório disse...

Ahahahah! Frederico, és o meu Príncipe mais velho!