quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Há quem diga que as pessoas nunca mudam. Pois não concordo. Acredito que muito da nossa essência se mantém, mas mal seria de nós se não evoluíssemos nunca.
Acabei de ler um livro que diz que nada como um nascimento ou uma morte para alterar os nossos conceitos e a nossa maneira de olhar a vida. Pois concordo em absoluto...

5 comentários:

Miguel Flip disse...

Rapidamente tudo muda, basta um nascimento, uma morte, um olhar, uma simples caricia, um sorriso e tudo muda, menos o feitio que nasce connosco, esse por mais que juremos conseguir mudar nunca se altera, pode ficar mais apurado ou refinado mas ele está lá bem gravado.

forteifeio disse...

Pode até ser, mas é assustador.

Anónimo disse...

Sei por experiência própria que é verdade o que este post diz. As maiores dores e as maiores alegrias conseguem mudar-nos por completo.

Alcides disse...

Às vezes a mudança não pressupõe uma morte ou nascimento..esses são apenas factores que servem de catalisador para repensarmos atitudes, comportamentos, etc...

Anónimo disse...

Minha querida, é mais do que natural que uma mudança brusca nos obrigue a alterar muita coisa. A maneira de estar e de ver as coisas e até de sentir. Às vezes é a dor a nossa maior professora. Entendo que tenhas mudado depois de tudo o que te aconteceu. E concordo com o autor desse livro.
Bjs
Filipa