quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Não sabia que era revolucionária. Contestatária sim, mas revolucionária não. Quando era pequena todos diziam que eu "era do contra" , mas nunca me senti "da revolução"...
Hoje sim. Abraço irrefutavelmente uma luta. Ou várias. Mas hoje, em concreto, a luta pela educação pública e digna. A luta por um sistema que vise educar gerações responsáveis e conscientes. A luta por princípios básicos. A luta pelo que é justo. E dou a cara e a alma por aquilo que acredito. Como acredito no amor. E dou a cara por ele. E a alma.

4 comentários:

Anónimo disse...

E a pele. E o tempo. E os sonhos. E tudo e tudo e tudo. Lembras-te? :)

Maguetas disse...

Sempre deste, minha querida...

manelinho gurero pois então disse...

Vokas, 'tulucrês' que usei esta genial e eloquente imagem 'chez moi', hoje (dia 6), sem saber que no dia 4 estavas 'talqualeu hoje dia 6 para 7 e sabe-se lá se não a caminhar para 8:)...
MMG

Abraço firme

Tecnenfermaginando disse...

sim sim

como o azul do teu mar
claro e transparente
devemos tb ser assim
e exigir do outro que
tb o seja.

bela viagem
:)