segunda-feira, 4 de maio de 2009



Não tenho escrito. Porque sempre me apetece escrever sobre ti...

Havia uma casa na grande tangerineira onde eu me sentia bem. Onde me refugiava e de onde podia ver o mundo.

O tempo passou. A tangerineira ficou mais pequena e já não existe casa onde possa esconder-me. E nem o mundo tem muito que ver. Pelo menos por agora...

1 comentário:

2ora disse...

Deixa os olhos abertos. O mundo continua a girar.
Beijo enorme. E sim, quando aí for jantamos.